Agricultura Familiar e Agroecologia

A Agricultura Familiar e a Agroecologia são soluções sustentáveis que garantem o ganha pão das famílias que escolhem a vida no campo enquanto garantem o alimento para as cidades. O Fundo CASA investe em iniciativas de comunidades que escolhem não utilizar agrotóxicos em suas produções e mantém boa relação com as florestas e ambientes naturais ao seu redor. Conheça alguns projetos apoiados:

Eco-Vida no Cerrado Barreirinhense

O CDHB – Centro dos Direitos Humanos de Barreirinhas, é uma organização maranhense que acompanha as comunidades trabalham na preservação do meio ambiente, buscando evitar os desmatamentos provocados pela implantação das empresas de monoculturas, e outras questões socioambientais no município de Barreirinhas e regiões próximas.

Em 2013, o CDHB recebeu apoio do Fundo CASA para melhorar as práticas de manejo, de coleta e de aproveitamento de frutos do Cerrado e de mel de abelha melipônea (nativa da região) nas comunidades, aproveitando melhor cerrado maranhense e suas espécies frutíferas como a Mangaba, o Mirim, o Pequi, o Murici e o Bacuri e outros. Com o apoio, a comunidade pode proteger com cercas as regiões que possuem as espécies manejadas, compraram equipamentos para cultivo e armazenamento das polpas, construíram instalações para a produção agroextrativista e realizaram oficinas de criação de abelha e produção de mel, assim como a extração da polpa.

Agroecolocia em Guapiruvú

Em Guapiruvú, no estado de São Paulo, era comum pessoas serem presas por conta da extração ilegal de palmito na reserva de Mata Atlântica próxima a região. Hoje, estas mesmas pessoas estão plantando e cuidando de milhares de mudas de palmito que plantado junto com bananeiras formam agroflorestas, graças ao programa de microcrédito desenvolvido pela AGUA.

Associação de Amigos e Moradores de Guapiruvú- AGUA, promove o desenvolvimento econômico baseado no trabalho comunitário e no respeito ao meio ambiente, ajudando a oferecer alternativas à caça e à extração predatórias. De um coletivo de distribuição de bananas às brigadas infantis de coleta de lixo, do ecoturismo ao agroflorestamento (a integração da agricultura sustentável à floresta natural), da pesquisa de plantas medicinais ao programa de microcrédito, a AGUA parece fazer de tudo.

A Amanu não deixa morrer o valor e a cultura de quem vive no campo

A Amanu é um exemplo de como influenciar positivamente a sociedade ao seu redor e realizar iniciativas importantes organiza. A organização organiza o Grupo de Feirantes e Grupo de Consumidores Responsáveis da Feira Raízes do Campo em Jaboticatubas, coordena o Grupo de Alimentos do Cerrado, e participa do Fórum Metropolitano de Educação de Jovens e Adultos, do Grupo Sementes Crioulas de Minas Gerais, entre outras atuações importantes.

Jaboticatubas se insere em uma área de cerrado, mais especificamente na Serra do Cipó. Apesar de oficialmente estar inserida na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), Jaboticatubas tem pouca relação com a capital em comparação às demais cidades da RMBH. Praticamente não há políticas para o campo e as recentes conquistas para a agricultura familiar, mesmo as previstas em lei, não estão sendo bem executadas. Recentemente, ainda, Jaboticatubas vem se tornando, com grande apoio do poder público, local atrativo para empreendimentos imobiliários, muitos deles contribuindo para aumentar o preço da terra e o custo de vida, dificultando ainda mais a reprodução do modo de vida rural.

A Amanu recebeu apoio do Fundo CASA para fortalecer o grupo de feirantes da Raízes do Campo através de capacitações em agroecológica, economia popular solidária, associativismo/cooperativismo, políticas públicas para a agricultura familiar, e melhoramento de seus produtos, possibilitando aumento na geração de renda e maior preservação ambiental. Melhorando a capacidade de atuação de forma coletiva., ela também conscientiza a população que visita a feira sobre a importância do consumo responsável e consciente de produtos agroecológicos, tradicionais e frescos, que aumentam a qualidade nutricional da família.

 

ÁREAS DE ATUAÇÃO