Preservação de Nascentes, Rios e Matas

Em tempos de mudanças climáticas, cuidar das fontes de água doce é uma missão fundamental. A falta de água já não é mais uma previsão para o futuro, é uma realidade do presente, e o desmatamento é diretamente ligado a este problema. O Fundo CASA apóia projetos que trabalham na proteção de nascentes, rios e matas. Conheça algumas iniciativas que receberam recurso para tornar seus projetos realidade e que impactam positivamente na preservação das águas:

Plantadores de Florestas – Instituto Pró Terra

Plantar floresta é coisa séria.  Não é só colocar a muda na terra e nunca mais voltar. O Instituto Pró Terra existe desde 1997. Reúne amigos, educadores, técnicos e pesquisadores com a missão de contribuir com as questões socioambientais, assim como o resgate sócio-cultural, na busca do pertencimento do ser humano à Paisagem. Desenvolve projetos em parceria com Universidades, setores públicos e privados, e sociedade civil nas áreas: técnicas, científicas, educacional, conservação ambiental-cultural-social, promoção da qualidade de vida, inclusão social e alternativas socioeconômicas.

Com o apoio do Fundo CASA em 2009, a organização desenvolveu um programa de capacitação para empregar trabalhadores rurais que estavam desempregados pela cultura do plantio da cana-de-açúcar na recuperação de áreas degradadas, como Matas Ciliares, Reserva Legal, APP´s.Eles elaboraram materiais técnico/didáticos através da experiência vivenciada no projeto e criaram um curso permanente, um programa socioambiental de muito sucesso – os “Plantadores de Florestas”.

Um projeto que planta e faz bonito na Serra da Bodoquena 

O município de Bonito é detentor de grande biodiversidade e alto valor ambiental, mas sofre com práticas não sustentáveis que vem provocando, desde os tempos de ocupação do município, diversos danos à natureza. O desmatamento para abertura de novas áreas de pastagens exerce muita pressão.  Apesar de ações irresponsáveis como estas, felizmente há uma crescente disposição de muitos membros da sociedade civil de agirem para reverter este quadro.

O Instituto das Águas da Serra da Bodoquena – IASB é uma organização que trabalha na preservação da maior extensão de floresta preservada do estado do Mato Grosso do Sul, a Serra da Bodoquena. Faz educação ambiental, além de recuperar áreas degradadas através do plantio de árvores nativas pelo Programa Plante Bonito num projeto apoiado pelo Fundo CASA em 2012.

O IASB sempre ouve e envolve as comunidades onde trabalha. Enquanto trabalha na conservação, mobiliza e sensibiliza os beneficiários diretos e indiretos na proteção de seus direitos e suas responsabilidades. E é assim que a instituição tem conseguido desenvolver bem suas ações e promover sua missão.

Sem-Título-1

Saiba mais sobre o IASB: http://www.iasb.org.br/

Conscientização para melhorar um rio sem vida

Não é de uma hora para a outra que o Rio Tietê vai voltar a ser o que era antes de ser drasticamente poluído.  Mas existem iniciativas que estão mudando a forma como as pessoas encaram a possiblidade de voltar a ver este rio limpo. Com o projeto RENOVE – Despoluição do rio Tietê através da coleta de óleo vegetal, a Bio-Bras sensibilizou a população sobre os malefícios de despejar óleo diretamente no rio, diminuindo consideravelmente esta prática. Além disso, criou postos de coleta, somando recolhimento de 22 mil litros de óleo em 2008. O Rio Tietê nasce na Serra do Mar, região do domínio da Mata Atlântica, e percorre o Estado de São Paulo, abastecendo milhares de casas. Um dos maiores desafios da população e do governo é despoluir o rio, e a conscientização e participação de todos pode ser o único caminho.

Veja matéria sobre o RENOVE no G1

Unindo forças na defesa do Rio São Francisco

A APEDEMA-BA foi o primeiro coletivo de ONGs que trouxe a tona o problema da transposição do Rio São Francisco.  A organização buscou apoio do Fundo CASA para começar uma série de campanhas para informar a sociedade sobre a fragilidade do rio e seus afluentes. Participou da criação do Fórum Permanente em Defesa do Rio São Francisco, rio que corta 5 estados e mais de 500 municípios brasileiros, muitos deles na lista dos mais pobres do país.

Ao longo dos anos, a construção de represas, desvios e a poluição acabaram com a pesca e resultaram no deslocamento de muitos moradores que viviam do rio, e isso também afetou gravemente a qualidade de vida de muitos outros.

Esta e inúmeras organizações que o Fundo CASA apoiou durante os anos, tem tentado diminuir os prejuízos sociais e ambientais causados por essa situação de abandono da região e má utilização do recurso hídrico, um bem comum da sociedade, para abastecer um agro-negócio que não tem beneficiado a população local.

Saiba mais: http://www.cepedes.org.br/

Água de qualidade, educação ambiental e geração de renda: a fórmula certa para viver CoMPaz

A Comunidade Morada da Paz – CoMPaz, é uma organização da sociedade civil fundada em 2003 na área rural do Distrito de Vendinha, no município de Triunfo/RS, para de promover a sustentabilidade ambiental como caminho para a busca de uma melhor qualidade de vida.

A organização já recebeu apoio do Fundo CASA anteriormente e agora em 2015 recebe novamente para um novo projeto que tem o objetivo de melhorar as condições de uso dos recursos hídricos na comunidade, potencializando também a geração de renda dos moradores. O projeto inclui diversas atividades de educação ambiental que possuem foco na conservação da água.

Saiba mais sobre a CoMPaz: https://moradadapaz.wordpress.com

Sem-Título-2

Saiba mais sobre a CoMPaz: https://moradadapaz.wordpress.com

 

ÁREAS DE ATUAÇÃO