Conselho Deliberativo

O Conselho Diretor do CASA trabalha de forma voluntária e dedicada, com o objetivo de contribuir efetivamente para o fortalecimento da agenda socioambiental sul-americana. O grupo indica as entidades a serem beneficiadas de maneira articulada e coordenada, o que garante uma distribuição mais abrangente do financiamento.

Todos os membros do Conselho são notadamente experientes, com reconhecimento nacional e internacional por suas atuações socioambientais. As entidades em que atuam estão bem estabelecidas e têm funcionado como suporte para as organizações indicadas por eles, permitindo maior acompanhamento na execução dos projetos.

Integrantes

Silvio Sant’ana Presidente do Conselho Deliberativo

Diretor Presidente da Fundação Grupo Esquel Brasil, é licenciado em Ciências Sociais pela Universidade de Paris I Sorbonne – 1970, e com Mestrado em Economia Agrícola e Planejamento do Desenvolvimento Regional pelo IEDES – Paris I Sorbonne – 1974, Sílvio tem atuado desde então na formulação, monitoramento e avaliação de políticas, planos e projetos de desenvolvimento sustentável, com experiência de trabalho em órgãos multilaterais do sistema ONU e OEA. É também Diretor Tesoureiro da Pastoral da Criança e parte da Coordenação Nacional do FBOMS – Fórum Brasileiro do ONGs e Movimentos Sociais para o Meio Ambiente e Desenvolvimento. É membro do Comitê Facilitador da Plataforma por um Novo Marco Regulatório que elabora instrumentos jurídicos para a alteração do mesmo. Para tanto, faz parte do grupo de Trabalho Interministerial sobre MR criado pela Secretaria Geral da Presidência da República. Tem trabalhando também em instâncias nacionais de combate à pobreza e na influência de políticas sobre clima e combate à desertificação.

Renato Cunha – Grupo Ambientalista da Bahia (Gambá)

Renato Cunha é formado em Engenharia Mecânica (Pontifícia Universidade Católica/RJ – 1972), especialista em Planejamento para o Desenvolvimento (University College of London – 1979), Direito Comparado do Meio Ambiente (Universidade Metodista de Piracicaba – 1981), Administração de Recursos Ambientais (Seplantec – BA – 1981) e Economia da Energia (COPPE/UFRJ – 1984).   Renato participou da criação do Fórum Brasileiro de ONGs e Movimentos Sociais para o Meio Ambiente e Desenvolvimento (FBOMS), da Rede Brasileira da Justiça Ambiental e da Rede de ONGs da Mata Atlântica (RMA), tendo assumido a coordenação nacional desta última entre 2000 e 2003. Além de permanecer nestes coletivos, integra o GT Energia/FBOMS, a Rede Brasil de Instituições Financeiras Multilaterais, a Rede Mangue Mar e a Coalizão SOS Abrolhos, entre outros.

Adriana Ramos – Coordenadora Adjunta do Instituto Socioambiental – ISA

Nascida no Rio de Janeiro, formada em Comunicação Social, morou em Manaus entre 1991 e 1994. Trabalha no ISA em Brasília desde 1995 como assessora de políticas públicas. Atualmente é coordenadora da iniciativa amazônica e membro do Conselho Diretor do ISA.

Almos Makray – Empresário e Gestor do Instituto Oikos Brasil

Membro da equipe de direção do  Instituto Oikos de Agroecologia e de empreendimentos de alimentos certificados orgânicos.

Rubens Harry Born – Engenheiro, Advogado e Doutor em Saúde Pública

Rubens Harry Born é Engenheiro Civil com especialização em engenharia ambiental; Mestre em Saúde Pública (gestão de águas e reuso de esgotos) e Doutor em Saúde Pública e Ambiental (regimes internacionais ambientais) com longa atuação em políticas ambientais. É também advogado, com pós-graduação (lato senso) em direito constitucional.

Há mais de 30 anos está envolvido com projetos de pesquisa, formação de recursos humanos e acompanhamento de políticas de sustentabilidade socioambiental. Foi membro da CPDS – Comissão de Política de Desenvolvimento Sustentável e Agenda 21 brasileira, do Comitê Gestor do Fundo Nacional de Mudanças do Clima, do Conselho Estadual de Meio Ambiente de São Paulo e de comitês de bacias hidrográficas.  Participa do FBMC – Fórum Brasileiro de Mudança de Clima.  Foi integrante das coordenações do Grupo de Trabalho de Mudança de Clima (GT Clima) do Fórum Brasileiro de ONGs e Movimentos Sociais em Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (FBOMS), de CAN – Climate Action Network International e da Rede de ONGs da Mata Atlântica, entre outras alianças e iniciativas da sociedade .  É também membro fundador e conselheiro de várias organizações não governamentais, tendo liderança também em redes nacionais e internacionais.

Mércia Consolação Silva – Coordenadora Executiva InPACTO

É socióloga formada pela Universidade de São Paulo – USP onde também defendeu o mestrado em Ciência Política. Hoje faz a coordenação executiva do InPACTO – Instituto Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo. Também passou pelo Instituto Ethos, coordenando um grupo de trabalho que promovia a adequação do setor siderúrgico do ferro gusa, estimulando a adoção do carvão vegetal sustentável. Neste período organizou e coordenou a criação do InPACTO. Também compõe a equipe técnica da H&P na efetivação de programas de Responsabilidade Social Empresarial. Faz parte do Conselho Deliberativo do IBEAC – Instituto Brasileiro de Estudos e Apoio Comunitário, e também do Programa “Mensagem para Liberdade” da Aliança Empreendedora. Entre 2006 e 2007, por 18 meses esteve em um programa de intercâmbio profissional, convidada do Departamento de Estado Americano, na capital dos Estados Unidos Washington DC, em um programa especial da Fulbright.

Carlos Rittl – Observatório do Clima

Carlos Rittl é Secretário Executivo do Observatório do Clima, rede brasileira formada por ONGs e movimentos sociais que atuam sobre o tema de mudanças climáticas. Carlos é formado em Administração Pública pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP-FGV) e é Mestre e Doutor em Biologia Tropical e Recursos Naturais pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA). Carlos atua há 20 anos na agenda de meio ambiente e há 11 anos dedica-se ao tema de mudanças climáticas, tendo, ao longo de sua carreira, liderado o trabalho sobre mudanças climáticas e energia de organizações como o Greenpeace Brasil e o WWF Brasil.

Miriam Prochnow – Secretária Executiva na Diálogo Florestal

Miriam Prochnow tem mais de 25 anos de experiência em coordenação de organizações da sociedade civil, execução de projetos de conservação e uso sustentável dos recursos naturais, campanhas, desenvolvimento institucional, e produção de materiais didáticos e publicações, tendo atuado em ONGs, redes e no Governo Federal. Nesse período ministrou e organizou seminários, palestras, cursos e dias de campo para capacitação e educação ambiental, incluindo temas como: legislação ambiental, adequação ambiental de propriedades rurais, produção de mudas de árvores nativas, restauração de APPs, Reserva Legal e áreas degradadas, questão climática e conservação da Mata Atlântica como um todo.